Avaliação do nível de ansiedade e dor de pacientes em urgências endodônticas e sua influência sobre parâmetros cardiovasculares

Patrícia Cristine Oliveira, Darceny Zanetta-Barbosa, Hélio José Souza, Jonas D. Batista, José Ranali, Marcelo D. M. A. Costa, Paulo César Azevedo

Abstract


O objetivo do trabalho foi avaliar a influência da dor e ansiedade sobre a freqüência cardíaca (FC) e pressão arterial (PA) de 275 voluntários em situações de urgências endodônticas, selecionados de forma aleatória, entre os pacientes que procuraram o serviço do Pronto Socorro Odontológico da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Uberlândia (FOUFU). Os voluntários responderam a ficha de anamnese e a Escala de Ansiedade Dental de Corah ainda na sala de espera. A Escala de 11 Pontos em Caixa foi usada para avaliar a sensação dolorosa dos voluntários, em dois momentos: antes do atendimento, para determinar a dor com que chegaram para atendimento e, após o tratamento, para determinar se houve alteração na sensação dolorosa. A PA e FC foram avaliadas através de esfingnomanômetro com coluna de mercúrio, também em dois momentos; inicialmente, com o paciente na sala de espera e, imediatamente ao término do atendimento, com o objetivo de correlacionar o controle eficaz da dor com a variação dos parâmetros cardiovasculares avaliados. De acordo com os resultados obtidos concluímos que a dor e a ansiedade não foram capazes de alterar significativamente a pressão arterial e freqüência cardíaca.



DOI: https://doi.org/10.14295/bds.2007.v10i4.298