Avaliação da eficácia da descontaminação de escovas dentárias pelo uso do spray de óleo essencial da eugenia uniflora l. (Pitanga)

Cibele Oliveira, Diana Soares, Isabelita Bomfim, Milana Drumond, Marçal Paulo, Wilton Padilha

Abstract


Objetivou-se avaliar a eficácia do uso de spray de óleo essencial da Eugenia uniflora L. (Pitanga) na descontaminação de escovas dentárias. Foi realizado um ensaio clínico cruzado duplo cego, com uma amostra de 28 universitários entre 19 e 25 anos de idade, de ambos os gêneros, que não utilizavam antibióticos ou anti-sépticos e autorizaram sua participação por meio da assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Os participantes usaram três sprays pelo período padronizado de uma semana: spray teste (pitanga a 2%, água destilada e Tween-80), spray controle positivo (clorexidina a 2%) e spray controle negativo (água destilada e Tween-80). A cada semana, foi disponibilizado um “kit” contendo escova dental com capa, creme dental, e um dos três sprays, tendo um intervalo de uma semana entre o uso destes. Avaliou-se o grau de contaminação bacteriana das escovas pelo S. mutans, depois do uso de cada spray por uma semana, sendo semeadas as diluições de 10-3 do soro fisiológico, onde as escovas foram submersas, no meio de cultura Ágar Mitis Salivarius–Bacitracina. Após a semeadura, as placas foram incubadas em estufa a 37ºC por 48 horas em
microaerofilia e feita a contagem de UFC/mL. As médias de UFC/mL foram: spray teste = 1968,07, controle negativo = 4867,82 e controle positivo = 337,93. Foram observadas diferenças significativas ao nível de 1% (p = 0,01) ao Teste t de Student entre as médias para todos os grupos. Concluiu-se que o spray testado foi eficaz na descontaminação das escovas dentárias.




DOI: https://doi.org/10.14295/bds.2009.v12i2.348