Reprodutibilidade do laser Diagnodent‚ na avaliação do conteúdo mineral da dentina

IIsauremi V. de A. Pinheiro, Guilherme M. de Carvalho, Maria do Socorro C. F. Alves, Kenio C. de Lima

Abstract


A inexistência de um método capaz de diagnosticar tão bem a doença (sensibilidade) quanto a higidez (especificidade) no que se refere à cárie dentária, levou ao desenvolvimento de métodos auxiliares de diagnóstico e dentre estes, a fluorescência a laser através do aparelho DIAGNOdent", que tem sido apontado como um método promissor. Nesse sentido, o presente trabalho objetivou avaliar a reprodutibilidade do DIAGNOdent" para a avaliação do conteúdo mineral da dentina, uma vez que usualmente o mesmo é utilizado em estrutura de esmalte dental. Para tanto, 23 dentes (3os molares) hígidos e extraídos por necessidade cirúrgica foram preparados com broca 245, simulando uma cavidade classe I média na superfície oclusal dos dentes, deixando dentina exposta para avaliação pelo DIAGNOdent" . Para tanto, utilizou-se de forma mascarada a sonda B na posição B do referido aparelho, em seis momentos diferentes. O resultado da média dos coeficientes de variação nos seis momentos para cada dente foi de 11,84%, não havendo diferença significativa entre as médias obtidas pelo DIAGNOdent" (p= 0,13). O coeficiente de correlação intraclasse obtido com os valores de DIAGNOdent" foi de 0,98. Conclui-xP, portanto, que a técnica utilizada foi reprodutível e parece ser promissora na avaliação do conteúdo mineral da dentina.



DOI: https://doi.org/10.14295/bds.2003.v6i3.620