A influência da disposição das cerdas de escovas dentais manuais na remoção de placa dental

Ana Luiza C. Fellipini, Fernanda P. Pires de Souza, Luciana A. Casemiro, Camila Tirapelli, José P. Ribas, Heitor Panzeri

Abstract


Este estudo cruzado se propôs a comparar a eficiência de remoção de placa dental de duas escovas manuais com modelos idênticos, exceto para o padrão da disposição das cerdas. Vinte e seis sujeitos foram selecionados de acordo com critérios de inclusão e exclusão. Placa dental foi mensurada antes e após sete dias de uso com cada uma das escovas (Sanifill Smooth® – T1 and Sanifill Active Smooth® – T2) utilizando-se o Índice de Placa de Turesky. No final do estudo, cada paciente foi questionado sobre qual a escova preferida. Os valores do Índice de Placa para T1 não foram estatisticamente diferentes para os da escova T2. Não houve diferença em termos de remoção de placa quando as escovas T1 e T2 foram comparadas, embora os pacientes tenham demonstrado grande preferência pela escova T1. Assim, as diferenças nas disposições das cerdas das escovas dentais manuais não influenciaram na remoção de placa dental.




DOI: https://doi.org/10.14295/bds.2009.v12i3.625