Correlação entre as medidas coronárias e a espessura do esmalte proximal em primeiros pré-molares inferiores

Márcio Eduardo Kato, Flávio V. Ferreira, Flávio Augusto C. Ferreira, Helio S. Junior, Rívea Inês Ferreira

Abstract


Esta pesquisa teve por finalidade analisar as correlações entre as dimensões coronárias, mésio-distal, cérvico-oclusal e vestíbulo-lingual, e a espessura de esmalte proximal em pré-molares inferiores. Foram selecionados quarenta primeiros pré-molares inferiores, vinte direitos e vinte esquerdos. As medidas coronárias foram determinadas com paquímetro digital. Aferiu-se a espessura do esmalte proximal em secções dos dentes por meio de um perfilômetro. As diferenças entre as médias das dimensões coronárias e da espessura do esmalte foram avaliadas pelo teste t de student (p<0,05). A correlação entre as diversas grandezas foi analisada pelos testes de Spearman e Pearson. As dimensões mésio-distal, cérvico-oclusal e vestíbulo-lingual foram de 7,74mm e 7,57mm; 9,07mm e 8,99mm; e 7,97mm e 8,09mm, para os lados direito e esquerdo, respectivamente. A espessura do esmalte nas faces mesiais foi de 1,025mm para o lado direito e 1,063mm, para o esquerdo. Os valores correspondentes nas faces distais foram de 1,229mm e 1,293mm. Não houve diferenças significativas entre as medidas dos lados direito e esquerdo. Verificaram-se correlações entre as dimensões mésio-distal e vestíbulo-lingual, bem como entre as espessuras de esmalte mesial e distal, em ambos os lados. Desse modo, a altura cérvico-oclusal superou as medidas mésio-distal e vestíbulo-lingual, indicando que as coroas dos primeiros pré-molares inferiores apresentaram maior dimensão ocluso-apical. A espessura do esmalte foi maior nas faces distais. As dimensões mésio-distal e vestíbulo-lingual e as espessuras do esmalte proximal, dos lados direito e esquerdo, demonstraram uma relação diretamente proporcional.



DOI: https://doi.org/10.14295/bds.2005.v8i3.431