Resina acrílica: relação entre tratamento superficial e retenção de placa bacteriana

Marina R. M. Rego, Flávia M. F. Kitahara, Luiz Carlos Santiago

Abstract


Este estudo avaliou a influência de técnicas de tratamento superficial da resina acrílica na adesão de placa bacteriana utilizando microbiota encontrado na cavidade bucal. Foram confeccionados noventa corpos de prova cilíndricos em resina acrílica autopolimerizável e divididos em nove grupos, para utilização de várias técnicas de tratamento superfi¬cial usualmente utilizadas nesse material. Os corpos-de-prova foram inseridos em meio de cultura contendo microbiota colhido de um paciente adulto por sete dias, corados e avaliados em relação à área de superfície coberta pela placa bacteriana. Dos métodos avaliados, a cola instantânea Super-Bonder, o verniz Extoral, o uso do torno + pedra pomes + branco de Espanha e o polimento químico propiciaram menor aderência bacteriana quando comparados a métodos de tratamento menos abrasivos.



DOI: https://doi.org/10.14295/bds.2005.v8i3.435