Influência da prótese total mucossuportada na posição da cabeça da mandíbula em relação à fossa mandibular

Cláudia Villela Bin, Talyta de Souza Reis, Paula Carolina de Paiva Komori, Cleber Frigi Bissoli, Júlio Cezar de Melo Castilho, Tarcisio José de Arruda Paes Junior

Abstract


O objetivo neste trabalho foi visualizar possíveis alterações do posicionamento da ATM em pacientes desdentados que não usavam prótese total ou que a utilizavam apenas no arco superior. Para tanto, avaliou-se a posição da cabeça da mandíbula na fossa mandibular por meio de radiografia transcraniana lateral, realizada antes e após tratamento protético oclusal reabilitador. Foram obtidos 38 exames radiográficos separados em dois grupos, dos quais somente a posição de boca fechada foi utilizada para mensuração, para que a cabeça da mandíbula estivesse posicionada no interior da fossa mandibular. As medidas foram realizadas em 3 regiões entre a cabeça da mandíbula e a fossa mandibular em ambas as articulações (direita e esquerda) de cada paciente através de traçado manual. Após análise dos valores encontrados, pôde-se afirmar que não houve alteração significativa das posições anterior, superior e posterior da relação cabeça da mandíbula e fossa mandibular da ATM esquerda dos indivíduos. Contudo, do lado direito houve um deslocamento posterior da cabeça da mandíbula em relação à fossa mandibular após a colocação da nova prótese total.




DOI: https://doi.org/10.14295/bds.2009.v12i3.629