Aplicação do método linear e geométrico utilizando radiografias cefalométricas laterais, para diferenciar e identificar a proporção divina em três tipos faciais.

Sandra H. Santos, Luiz C. Moraes, Edmundo M. Filho, Julio C. M. Castilho, Mari Eli L. Moraes

Abstract


Nesta pesquisa o objetivo foi analisar uma amostra de 66 indivíduos, divididos em três grupos pela variação do ângulo formado pelo plano mandibular e horizontal de Frankfurt (APM) e verificar três aspectos: 1-a presença de proporção divina nas três amostras, a partir de segmentos obtidos pela projeção de pontos cefalométricos sobre a ordenada Y; 2- as proporções faciais que possam diferenciar e caracterizar os tipos faciais no sentido vertical; 3- a partir da construção do retângulo com proporções divinas no 1/3 inferior da face de todos os indivíduos da amostra, verificar a sua relação espacial com a ordenada Y. Dos resultados estatísticos obtidos, verificou-se: 1- nos três grupos estudados, proporção de indivíduos áureos; 2- os grupos G1 (24°≤APM ≤27°), G2 (APM<24°) e G3 (APM>27°) e a proporção facial StGO’: A’-B’são elementos que podem diferenciar os tipos faciais no sentido vertical em mesofacial , braquifacial e dolicofacial; 3- apesar das construção da figura geométrica do retângulo com proporções divinas no 1/3 inferior da face em todos os indivíduos da amostra, a manifestação da razão áurea foi positiva somente para os grupos G1 e G2, sugerindo assim faces esteticamente harmônicas e cefalometricamente equilibradas.

 




DOI: https://doi.org/10.14295/bds.2005.v8i3.328