Avaliação da infiltração marginal de restaurações de resina composta com diferentes sistemas adesivos e tempos de armazenagem

Marcos B. G. Vieira, Maria N. Correia, Rodivan B. Silva, Mário Alexandre C. Sinhoreti

Abstract


O objetivo deste trabalho foi avaliar in vitro a infiltração marginal de restaurações de compósito utilizando diferentes sistemas adesivos: Adper Single Bond 2 (3M/ESPE), Scotchbond Multi-uso (3M-ESPE), Clearfil SE Bond (Kuraray) e Adper Prompt L-Pop (3M-ESPE). Foram utilizados oitenta dentes bovinos, que foram separados aleatoriamente em quatro grupos, de acordo com o sistema adesivo utilizado. Os dentes tiveram cavidades circulares (2mm diâmetro X 2mm profundidade) preparadas na porção radicular utilizando pontas diamantadas. Os dentes foram restaurados em único incremento de compósito e armazenados por 24 horas ou 3 meses. Após os períodos de armazenagem, os dentes de cada grupo (n=10) foram vedados com duas camadas de esmalte para unha e submetidos a 500 ciclos térmicos (5-55ºC), imersos no corante azul de metileno a 2%. Após, as coroas e terço apical das raízes foram seccionadas e descartadas, ficando apenas a porção do terço cervical e médio. Essa porção que continha a restauração, foi seccionada no sentido vestíbulo-lingual para a avaliação da infiltração marginal através de lupa estereoscópica com 40X de aumento. O critério utilizado para a avaliação da infiltração foi o seguinte: houve infiltração do corante e não houve infiltração do corante. Os resultados foram submetidos ao teste de Fisher e ao teste de McNemar. Não houve diferença significativa entre os sistemas adesivos, seja no período de armazenagem de 24 horas ou de 3 meses, com exceção do Adper Single Bond 2, onde no período de 24 horas houve estatisticamente maior infiltração do que em 3 meses.



DOI: https://doi.org/10.14295/bds.2007.v10i2.341