Adaptação marginal das restaurações metálicas classe II, avaliadas por radiografias interproximais

Mari Eli Leonelli de Moraes, Luiz Cesar de Moraes, Edmundo Medici Filho

Abstract


Nesta pesquisa, estudamos a adaptação marginal das restaurações metálicas classe II, verificando a presença de excesso e falta de material restaurador, assim como cáries primárias e recidivantes. Em cada indivíduo foram feitas duas tomadas radiográficas de cada lado pela técnica bite-wing, sendo uma da região de pré-molares e outra de molares. Nossos resultados mostram que, do total de faces proximais restauradas, encontramos 28,56% de defeitos na adaptação marginal das restaurações. Do total de defeitos, encontramos 65,00% de excesso e 35,00% de falta de material restaurador. Do total das cáries detectadas, 29,08% são recidivantes associadas às restaurações com defeitos e 70,91% são primárias nos dentes adjacentes. Pelos resultados obtidos, acreditamos que os defeitos na adaptação marginal das restaurações classe II possam ser os responsáveis pela formação das cáries recidivantes, assim como pelas cáries primárias. Recomendamos aos profissionais a utilização da técnica bite-wing como auxiliar de diagnóstico e atenção especial no momento da execução das próteses fixas e restaurações classe II.




DOI: https://doi.org/10.14295/bds.1998.v1i1.26