Interferência dos métodos de fotopolimerização na microinfiltração marginal de restaurações de resina composta

André Luiz Cervantes Jorge, Graziela Ribeiro Batista, Maria Amélia Máximo de Araújo, Carlos Rocha Gomes Torres

Abstract


Avaliou-se o selamento marginal de restaurações de resina composta em dentes bovinos empregando-se o teste de microinfiltração,variando-se a fotopolimerização. Sessenta dentes receberam preparos cavitários, tipo “caixa” e a seguir,
foram divididos em 5 grupos de 12 dentes cada. Após ataque ácido, e aplicação do adesivo Single Bond-3M ESPE, os dentes foram restaurados com a resina composta Z250-3M ESPE, em 2 incrementos, variando-se as fotopolimerizações:
grupo 1: 600mW/cm²/30s com um aparelho XL3000-3M ESPE; o grupo 2: 180mW/cm²/10s com a ponta do fotopolimerizador à 14mm de distância da restauraão, repouso por 10s e depois por 20s com a ponta do fotopolimerizador em contato com a resina, grupo 3 com um aparelho progressivo – Jet Lite 4000 Plus – J.Morita de 100 a 1400 mW/cm², por 30s, grupo 4 com um aparelho de Led – Led-Lec – MM Optics de potência de 130 mW/cm² e o grupo 5 com um Led para clareamento Bright Lec II de 600 mW/cm². Os dentes foram termociclados por 500 ciclos, (5ºC-55ºC),submersos em solução de nitrato de prata 50% por 24 horas, lavados por 20min e colocados em solução reveladora de radiografias por 8 horas. Os dentes foram seccionados e as imagens coletadas por uma câmera digital acoplada a um estereomicroscópio e analisadas através do programa computacional Image Tool 3.0. Após aplicar os testes ANOVA e de Tukey (5%), concluímos que o Jet Lite apresentou os maiores valores de microinfiltração marginal estaticamente significante e que os demais grupos não apresentam diferenças significantes, compondo o seguinte ranking decrescente de valores de microinfiltraçãomarginal:Bright Lec>convencional>distância>Led-lec.



DOI: https://doi.org/10.14295/bds.2008.v11i2.460