Leucemia no paciente pediátrico: atuação odontológica

Verônica Ishikawa Santos, Ana Lia Anbinder, Ana Sueli Cavalcante

Abstract


O objetivo deste trabalho foi verificar as principais manifestações clínicas gerais e bucais da leucemia em crianças e adolescentes, antes do diagnóstico da doença e durante a terapêutica adotada, além de enfatizar a participação do Cirurgião-Dentista no diagnóstico e no acompanhamento da saúde bucal desses pacientes. Foram entrevistados e examinados 33 pacientes com diagnóstico de leucemia que estavam em tratamento ou acompanhamento de manutenção no Grupo de Pediatria Oncológica de São José dos Campos. Utilizou-se uma ficha criada especialmente para este trabalho, com o objetivo de facilitar o levantamento de dados como idade, sexo, tipo de leucemia e sintomatologia. Antes do diagnóstico de leucemia, as manifestações gerais mais relatadas foram febre, fraqueza, cansaço e palidez e as manifestações bucais foram palidez de mucosa, sangramento gengival, candidíase, ulcerações e hiperplasia gengival. Durante a terapêutica adotada, náuseas e vômitos foram as manifestações gerais mais relatadas e ulcerações, candidíase, sangramento gengival e xerostomia, as manifestações bucais. A leucemia pode ter suas primeiras manifestações na boca, o que reafirma a participação do Cirurgião–Dentista no diagnóstico precoce da doença e na equipe multidisciplinar de atendimento a esse tipo de paciente. Após o diagnóstico, a presença desse profissional na equipe de tratamento oncológico pode diminuir a morbidade e a mortalidade relacionadas às complicações bucais, assim como aumentar o conforto e a qualidade de vida dos pacientes durante a terapia.



DOI: https://doi.org/10.14295/bds.2003.v6i2.325