Ação de diferentes soluções de própolis na superfície dentinária - avaliação ultra-estrutural

Cleusa Aparecida Campanini Geraldini, Elizabeth Godoy Cezar Salgado, Sigmar de Mello Rode

Abstract


A própolis é um produto natural, coletado pelas abelhas, dos brotos de árvores, flores e pólen e conhecida por suas propriedades biológicas: atividade antibacteriana, anti-inflamatória, cicatrizante, fúngica, etc. Neste trabalho avaliou-se in vitro o extrato etanólico de própolis na superfície dentinária de 15 dentes divididos em cinco grupos. Com instrumento diamantado removeu-se o esmalte e, com brocas carbide, cilíndricas lisas n0 56, cortou-se aproximadamente 1mm de dentina, em alta rotação sob abundante refrigeração ar/água, para produzir a camada de esfregaço. Em seguida estas superfícies foram tratadas com diferentes concentrações etanólicas de própolis e com etanol 70% puro, utilizando-se bolinhas de algodão estéril para aplicação de cada substância, esfregando- a por 30 segundos, considerando-se como controle onde foi apenas utilizado o spray água/ar. Os espécimes, após serem lavados com água e secos, foram fixados em um posicionador metálico, metalizados com ouro e avaliados em microscopia eletrônica de varredura. Observou-se que, morfologicamente, as soluções estudadas, quando comparadas ao grupo controle, removeram parte da camada de esfregaço, sem expor os túbulos dentinários. O extrato etanólico de própolis a 10% promoveu uma camada regular cobrindo a superfície dentinária e a 20% e 30% apresentou partículas com formas esferoidais de vários tamanhos que ficaram sobrepostas ao esfregaço dentinário, o qual se apresentava regular e com poucos detritos, sugerindo ação de limpeza das substâncias utilizadas.




DOI: https://doi.org/10.14295/bds.2000.v3i2.86