Isolamento de Candida spp. com utilização de meio de cultura cromogênico CHROMagar Candida

Patrícia Monteiro Ribeiro, Cristiane Yumi Koga-Ito, Juliana Campos Junqueira, Antônio Olavo Cardoso Jorge

Abstract


O objetivo do presente estudo foi comparar o isolamento e identificação de leveduras do gênero Candida em meio de cultura cromogênico CHROMagar Candida com o isolamento convencional em ágar Sabouraud dextrose com cloranfenicol. Foram coletadas amostras de saliva de 50 indivíduos com idades entre 13 e 70 anos. Os participantes realizaram enxágue bucal com solução fisiológica esterilizada e tamponada com fosfato (PBS) durante 30 s. Essas amostras foram semeadas em CHROMagar Candida e ágar Sabouraud dextrose com cloranfenicol e incubadas a 37°C por 48h. A seguir, foi realizada a contagem de unidades formadoras de colônias (UFC/mL) em CHROMagar Candida e em Agar Sabouraud. Foi realizada a identificação presuntiva das espécies de Candida em CHROMagar através da observação da morfologia e cor das colônias. As colônias de Candida foram isoladas para identificação fenotípica convencional por meio das provas de produção de tubos germinativos, formação de hifas e clamidoconídeos, fermentação e assimilação de açúcares, diferencial de temperatura e urease. Os isolados identificados como C. albicans também foram analisados genotipicamente, pela técnica de Reação em Cadeia da Polimerase, para diferenciação de C. dubliniensis. Os resultados demonstraram que o ágar Sabouraud apresentou maior contagem de leveduras (UFC/mL) em relação ao CHROMagar, entretanto sem diferença estatisticamente significante. O CHROMagar foi eficaz na pré-identificação de Candida albicans e Candida tropicalis. Concluiu-se que ambos os meios foram eficazes para o crescimento de leveduras, sendo que o ágar Sabouraud dextrose com cloranfenicol apresentou maior quantidade de UFC/mL. O CHROMagar possibilitou a identificação presuntiva da maioria das espécies de Candida.




DOI: https://doi.org/10.14295/bds.2009.v12i4.641