O efeito do jateamento de Al2O3 na resistência de união de uma cerâmica vítrea a uma liga de ouro e a uma liga de cobalto-cromo

Authors

  • Carolina da Silva Machado Martinelli UNESP - São José dos Campos
  • Lucas Hian da Silva FOSJC - UNESP
  • Luis Gustavo Oliveira de Vasconcellos FOSJC - UNESP
  • Estevão Tomomitsu Kimpara FOSJC - UNESP
  • Marco Antônio Bottino FOSJC - UNESP

DOI:

https://doi.org/10.14295/bds.2011.v14i3/4.712

Keywords:

Materiais dentários

Abstract

RESUMO

Este estudo avaliou o efeito do jateamento de óxido de alumínio (Al2O3) na resistência de união de uma liga de ouro e uma de cobalto-cromo à uma cerâmica, submetidos ao ensaio de flexão de três pontos (ISO 9693). Sessenta barras metálicas (25x3x0,5mm) foram divididas de acordo com a liga: Au e Co-Cr; e o tratamento de superfície do metal: ponta de tungstênio (W), jateamento de Al3O2 (JAT) a 10mm de distância e jateamento de Al3O2 a 20mm de distância, formando 6 grupos: G1.1- Au + W; G1.2 - Au + W + JATa 10mm; G1.3 - Au + W + JAT a 20mm; G2.1 – Co-Cr + W; G2.2 - Co-Cr + W + JAT a 10mm;  G2.3 - Co-Cr + W + JAT a 20mm.  A cerâmica de cobertura foi coccionada sobre a área central de acordo com as recomendações do fabricante. Os espécimes foram submetidos ao teste de flexão de três pontos. Foi realizada análise de variância a 2 fatores e teste de Tukey (α=0,05). Os modos de falhas foram analisados, qualitativamente, em lupa estereomicroscópica. Os valores médios de resistência de união e desvio-padrão (em MPa) foram: G1.1: 42,36±6,45; G1.2: 48,75±3,80; G1.3: 50,55±5,49; G2.1: 40,18±8,05; G2.2: 50,51±9,71; G2.3: 49,71±6,53. Observou-se que houve diferença estatisticamente significante para o fator tratamento de superfície (p=0,002), sendo que os grupos tratados com jateamento de Al3O2a 10mm e 20mm de distância produziram valores de resistência flexural similares entre si e significantemente maiores que aqueles tratados com ponta de tungstênio. O modo de falha predominante foi adesiva na interface metal/cerâmica, sem a presença de cerâmica na superfície do metal para o grupo G1.1 e G2.1 e exclusivamente mista na interface metal/cerâmica, com presença de opaco e cerâmica cerâmica de corpo na superfície da metal para os demais grupos. Concluiu-se que o tipo de liga não interferiu nos valores de resistência de união e o jateamento com Al3O2 melhorou significantemente os valores de resistência de união entre a cerâmica e as ligas estudadas.

UNITERMOS Materiais dentários; jateamento com óxido de alumínio; ligas de cromo; ligas de ouro; cerâmica.

Published

2012-08-08

Issue

Section

Clinical or Laboratorial Research Manuscript